"Cada libro, cada tomo que ves tiene alma. El alma de quien lo escribió y el alma de quienes lo leyeron y vivieron y soñaron con el (...) Los libros son espejos: sólo se ven en ellos lo que uno ya lleva dentro"

(Carlos Ruiz Zafón, La sombra del viento)

segunda-feira, 21 de junho de 2010

"te amo até a lua..." (ida e volta)

Meu pai fez aniversário no início do mês. Como ele não queria grandes supresas e nem queria escolher o presente, eu e minha irmã decidimos que faríamos algo diferente. Eu tenho 22 anos e minha irmã 18, mesmo assim, escolhemos um presente de criança. O livro "Adivinha quanto eu te amo" fala sobre um coelhinho filho que quer mostrar ao coelho pai o quanto o ama. (e tenta de tudo, mas o amor do coelho pai sempre parece maior). Meu pai adorou. Os filhos crescem, mas o amor não envelhece. Felizmente. :)

"depois deitou-se ao lado do filho e  sussurou sorrindo:
te amo até a lua... ida e volta"

2 comentários:

  1. Eu dei esse livro duas vezes...
    :)

    ResponderExcluir
  2. eu amo esse livro foi o melhor que eu ja li quando era pequeno eu nao sabia ler mais o que me insentivou mesmo foi esse livro

    ResponderExcluir